Curiosidades do Campeonato Brasileiro de Futebol

Amanhã começa o maior campeonato de clubes do Brasil, o Campeonato Brasileiro de Futebol para entrarmos no ritmo do campeonato, segue abaixo algumas curiosidades sobre o Brasileirão:

– O único campeão invicto é o Internacional (contando apenas as edições dos campeonatos brasileiros a partir de 1971). A equipe gaúcha venceu o título nacional em 1979 sem nenhuma derrota .

– A única equipe pentacampeã consecutiva é o Santos (1961, 1962, 1963, 1964 e 1965).

– Equipes vice-campeãs que nunca ganharam o Campeonato Brasileiro: São Caetano (2000 e 2001), Fortaleza (1960 e 1968), Bangu (1985), Bragantino (1991), Náutico (1967), Vitória (1993), Portuguesa (1996).

– O técnico com mais títulos de campeão brasileiro é Vanderlei Luxemburgo. Luxa foi bicampeão com o Palmeiras (1993-1994), e campeão pelo Corinthians (1998), Cruzeiro (2003) e Santos (2004).

– Em 1987 Leão ainda era goleiro, mas decidiu trocar de profissão. O Sport o havia inscrito como jogador, mas ele atuava como técnico. Numa ocasião Leão voltou ao gol, devido a uma contusão do goleiro titular.

– O Internacional é o clube com mais vice-campeonatos – 7 no total, seguido do Santos com seis, Cruzeiro e São Paulo com cinco vices cada.

– Washington Stecanela Cerqueira é o maior artilheiro numa mesma edição do Campeonato Brasileiro. Em 2004 o atacante fez 34 pelo Atlético Paranaense. Em 2008, Whashington foi novamente artilheiro do Campeonato Brasileiro. Atuando pelo Fluminense, Washington fez 21 gols, dividindo a artilharia com Keirrison, do Coritiba, e Kléber Pereira, do Santos.

– Dario José dos Santos, mais conhecido como Dadá Maravilha, foi três vezes artilheiro do Campeonato Brasileiro. Em 1971 e 1972 pelo Atlético Mineiro e em 1976 pelo Internacional. O feito foi igualado por Túlio Maravilha, artilheiro das edições de 1989, pelo Goiás, e 1994 e 1995, pelo Botafogo.

– Contando apenas o Campeonato Brasileiro a partir de 1971 apenas três times disputaram todas as divisões principais do Campeonato Brasileiro: Cruzeiro, Flamengo e Internacional. Santos e São Paulo nunca jogaram divisões inferiores, mas se recusaram a participar do Brasileiro de 1979 em boicote ao excesso de clubes.

Gol-relâmpago – Aos oito segundos do primeiro tempo, Nivaldo marcou o primeiro gol da vitória do Náutico sobre o Atlético/MG por 3 a 2, nos Aflitos, em 18 de outubro de 1989. Foi o gol mais rápido da história do Campeonato Brasileiro.

Seis vezes Edmundo – Em 11 de setembro de 1997, o Vasco da Gama, futuro campeão brasileiro daquele ano, entrou em campo para enfrentar o frágil lanterna União São João. A vitória por 6 a 0 cravou na história o nome do atacante Edmundo, que marcou neste dia todos os gols da vitória cruzmaltina. Jamais outro jogador marcou tantos gols em uma mesma partida.

Parece que a marca de Roberto Dinamite no Campeonato Brasileiro ainda leva um tempo a ser batida. Jogando pelo Vasco, em 1971, 88, 90 e 92 e também pela Portuguesa de Desportos, em 1989, o atacante marcou nada menos que 190 gols em 326 jogos – média de 0,58. Zico, em cinco torneios disputados pelo Flamengo, é o ‘vice-artilheiro’ geral do torneio: 135 gols em 248 jogos (média de 0,54 gols por partida)

Serginho: melhor média de gols – Dentre os maiores artilheiros da história do Brasileirão, ninguém supera a marca de Serginho Chulapa. Jogando por São Paulo (em 1974 e 1982), Santos (em 1983, 84, 86, 89 e 90) e Corinthians (1985), o atacante tem média de 0,65 gols marcados por jogo. Em 191 partidas, balançou as redes adversárias 125 vezes.

A façanha de Taffarel – No Campeonato Brasileiro de 1987, o goleiro Tafarel ficou nada menos que 13 jogos sem levar um golzinho sequer.

A maior goleada – Entra ano, sai ano e até agora nenhuma outra equipe conseguiu desbancar o recorde conquistado pelo Corinthians naquela saudosa tarde de fevereiro de 1983. Neste dia, o Timão aplicou um sonoro 10 a 1 sobre o Tiradentes e consolidou a imbatível marca de maior goleada da história do Campeonato Brasileiro.

O jogo com o maior número de expulsões da história do campeonato brasileiro teve o Goiás Esporte Clube como protagonista. A partida, contra o Cruzeiro, foi válida pelo Brasileirão de 1979. Foram 14 expulsões, sendo 9 do Goiás. O Goiás vencia por 3 a 1 quando o árbitro Aluísio Felisberto da Silva encerrou o jogo, por falta de jogadores.

O maior público visitante pertence a torcida do Corinthians. Em 1976, 70.000 corinthianos encheram o Maracanã para assistir a semifinal do campeonato contra a equipe do Fluminense – esta é a maior torcida visitante na história do futebol brasileiro.

Romário foi artilheiro do Campeonato Brasileiro de 2006 com quase 40 anos.

– A Taça Brasil foi um torneio criado pela CBD (precursora da atual CBF) em 1959 para indicar os representantes brasileiros para a Taça Libertadores da América. Participaram da Taça Brasil as equipes campeãs estaduais (nas edições de 1961, 1964, 1965 e 1966 o estado de São Paulo foi representado por duas equipes). As equipes do Rio de Janeiro e São Paulo entravam na semifinal. A Taça Brasil também é considerada a precursora da Copa do Brasil, mas desde de dezembro de 2010 ganhou o reconhecimento como Campeonato Brasileiro.

– O Torneio Roberto Gomes Pedrosa (também chamado de Robertão ou Taça de Prata) foi considerado o embrião do Campeonato Brasileiro até o seu reconhecimento oficial em 2010. O “Robertão” ou “Taça de Prata” foi uma competição nacional disputada de 1967 a 1970.

– Como o reconhecimento oficial da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa como Campeonatos Brasileiros três jogadores passaram a ser os maiores vencedores do Brasileirão. Pelé, Pepe e Lima venceram seis vezes a competição. Antes da oficialização dos torneios o recorde pertencia a Andrade e Zinho, que tinham conquistado cinco Campeonatos Brasileiros.

– Flamengo e Internacional, campeão e vice da Copa União de 1987, recusaram-se a participar do quadrangular com o campeão e vice do Módulo Amarelo. O Sport foi declarado campeão oficial pela CBF. O Flamengo era reconhecido campeão apenas pelo Clube dos 13. Em 21 de fevereiro de 2011, a CBF anunciou a divisão do título de campeão brasileiro de 1987 entre o Flamengo e o Sport Recife. Com a decisão, o ano de 1987 teve dois campeões brasileiros. Assim como em 1967 e 1968 (ver Taça Brasil e Torneio Roberto Gomes Pedrosa).

– Bahia, Botafogo, Cruzeiro, Fluminense, Palmeiras e Santos conseguiram em dezembro de 2010 o reconhecimento dos títulos da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa como legítimos campeões nacionais perante à CBF. Anteriormente, a entidade só reconhecia como campeões brasileiros os títulos a partir de 1971.

Fontes: Quadro de Medalhas
Campeões do Futebol
Portal Brasileirão

Anúncios
Esse post foi publicado em Esporte e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s