Concursos Públicos

concursos

O Segredo é Estudar !!!

A primeira etapa para a realização de um concurso é a criação de cargos ou abertura de vagas quando ocorrem tranferências, aposentadores e falecimento etc. de funcionários da instituição.

Se existirem vagas, a instituição faz um pedido de autorização de concurso ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (o MPOG). A autorização é publicada no Diário Oficial da União, do Estado ou do Distrito Federal.

Assim que o concurso é autorizado, a instituição escolhe a entidade organizadora e passa todas as orientações para ela.

O edital é publicado e divulgado nos diários oficiais, nos jornais especializados em concursos (Folha Dirigida, Jornal dos Concursos etc) e nos sites das entidades organizadoras (veja a lista abaixo).

Em relação às provas, é bom saber que elas são aplicadas sempre nos finais de semana. O candidato deve chegar sempre com uma hora de antecedência.

Já em relação ao material que pode ser utilizado durante a aplicação das provas, é sempre bom consultar as regras – principalmente sobre o uso de calculadoras e outros objetos eletrônicos.

Os gabaritos costumam ser divulgados logo após a prova. Já a divulgação e a ordem dos aprovados são divulgados na data estabelecida no edital do concurso.

O candidato pode apresentar recurso contra o gabarito e a lista de aprovação, mas é sempre bom ficar de olho no período em que esses recursos podem ser aceitos.

As regras para convocação de aprovados determinam que aquele que foi aprovado em um concurso de prova ou de provas poderá ser convocado para assumir o cargo no prazo de dois anos. A chamada obedece sempre a lista de classificação.

Detalhe: depois de expirado o prazo de validade, não haverá de modo algum o próximo direito ao cargo. Se você fôr o próximo a ser chamado e o prazo de validade tiver vencido, esqueça o assunto. Mas como vimos, o prazo de validade de um concurso público é de dois anos, mas poderá ser prorrogado por mais dois anos.

Se você tem ensino fundamental ou médio incompleto, preste atenção no edital do concurso. Alguns (poucos) concursos aceitam candidatos com ensino incompleto.

Se você ainda não retirou o diploma de curso superior, preste atenção no edital. Alguns aceitam um certificado de conclusão, mas outros exigem o diploma emitido pelo MEC.

Se você é estrangeiro, lembre-se de que só pode participar de concursos públicos se for naturalizado.

Se é deficiente, preste atenção na questão dos laudos médicos, pois ele certamente pode ser exigido no ato da inscrição no concurso. Algumas bancas examinadoras possuem equipes médicas que avaliarão o laudo e concluirão se a pessoa pode ser inscrita como deficiente.

Ter o “nome sujo na praça” não impede ninguém de participar de concursos. Empresários também podem se inscrever sem nenhum problema.

Menores de idade não podem participar de concurso, a não ser em casos como o da pessoa com 17 anos e está prestes a completer 18. Se foi aprovado e ainda não completou 18, não poderá assumir o cargo.

Agora, a dúvida mais frequente: posso prestar concurso em outro Estado? A resposta é sim. Qualquer brasileiro nato ou naturalizado pode fazer concurso em qualquer localidade do Brasil.

Você poderá tomar posse do cargo até 30 dia após o edital de convocação.

DICAS:

Assim que consultar o edital, preste bastante atenção no nível de escolaridade exigido, número de vagas abertas, remuneração e, principalmente, data de inscrição e data das provas.

Preste também atenção nas matérias exigidas e nunca se descuide das matérias básicas como Língua Portuguesa, Redação e Matemática.

Quer se dar bem na redação? A melhor dica é ler, ler, e ler sempre. Experimente ler o jornal do dia, mas nunca esqueça de escritores consagrados como Machado de Assis, Lygia Fagundes Telles etc. Se ele não ajudarem na redação, pelo menos ajudarão você a ordenar o pensamento se expressar melhor.

Fique esperto com as apostilas de português. Você poderá se dar mal se usar uma apostila emprestada de amigos ou biblioteca pública. Ela pode não estar atualizada com as novas regras da Língua Portuguesa.

Outra boa dica para quem pretende se dedicar aos estudos preparatórios: veja sempre os simulados publicados na internet e em jornais como Jornal de Concursos e Folha Dirigida. Também é possível encontrar apostilas só com simulados em bancas de jornais.

Se estiver fazendo curso preparatório, esqueça a inibição e pergunte, pergunte e pergunte. Nunca deixe de perguntar.

Descanse bastante no dia anterior à prova e saia cedo de casa para não se atrasar. Lembre-se de que podem ocorrer imprevistos como temporais e “previstos” como engarrafamentos próximo dos locais das provas.

Por falar em local das provas, se for um pouco distante, pesquise com antecedência o itinerário ou as linhas de ônibus para chegar lá.

Lembre-se de que para passar em um concurso ou vestibular, é necessário muita dedicação e força de vontade. Uma matéria plublicada recentemente na revista Super Interessante entrega a fórmula do sucesso: 10.000 horas de estudo e trabalho. Você não precisa chegar a tanto, mas se der um pouco de si, certamente chegará lá.

Agora, se não passou no concurso que tanto desejava, paciência. Mais cedo ou mais tarde você conseguirá. Boa sorte.

Fonte: Mais Que Curiosidade

Anúncios
Esse post foi publicado em Curiosidades e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s